TV CPA - O canal de TL Online da Comunidade
Próximas Transmissões

29/5 - Terça-feira
08:30 às 09:30

COLUNAS

Contábil

ECF: entenda o que é e quais seu prazos e penalidades

Pessoal

Jurisprudência - Empregada que ia a pé ao trabalho receberá indenização substitutiva do vale-transporte

Fiscal

SEFAZ/SP - Indisponibilidade do serviço Posto Fiscal Eletrônico no dia 27 de maio

INFORME CPA

Receba as últimas notícias sobre as áreas Contábil, Fiscal e Pessoal.

Cadastre-se

COLUNA FISCAL


16/05/2018 15:59:00
Imprimir Voltar

Incidência de ICMS para remédios importados começa com LC 114, diz TJ-SP

Só pode haver tributação de bens e mercadorias depois que uma lei complementar seja editada para regulamentar as regras constitucionais gerais. Por isso, remédios importados para uso pessoal entre a promulgação da Emenda Constitucional 33/2001 e a edição da Lei Complementar 114/2002 são isentos de ICMS.

O entendimento foi aplicado pela 7ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo para declarar extinta a exigência de ICMS sobre remédios importados em 2001 por um cidadão paulista. Por unanimidade, o colegiado seguiu o entendimento do relator, desembargador Eduardo Gouvêa. O contribuinte é representado pelo advogado Augusto Fauvel.

A Emenda Constitucional 33 mudou as regras de incidência do ICMS para que ele alcançasse qualquer tipo de mercadoria importada, mesmo por contribuintes não habituais e para qualquer finalidade. A regulamentação da EC só aconteceu em 2002, com a Lei Complementar 114.

No processo, o governo de São Paulo alegou que, como a Emenda 33 autorizou a cobrança de ICMS sobre qualquer tipo de mercadoria, foi editada a Lei paulista 11.001/2001 para tratar do assunto no estado de São Paulo.

No entanto, o desembargador Eduardo Gouvêa citou decisão do Supremo Tribunal Federal segundo a qual só pode haver cobrança de um tributo depois que for editada uma lei complementar federal para regulamentar a regra geral constitucional — leis locais editadas antes disso não poderiam tratar da incidência do ICMS, segundo o entendimento do Supremo, por não existir previsão de "constitucionalização superveniente".

De acordo com Gouvêa, como a lei paulista foi editada antes da LC 114, remédios importados para consumo próprio ficariam de fora do alcance do ICMS, mesmo depois da promulgação da Emenda 33.

FONTE: APET

Quer ver mais colunas? Se você for assinante, entre na Área de Assinante e tenha acesso a todas as informações.
Se você não for assinante, entre em contato pelo telefone (15) 3219 4822 ou pelo e-mail contato@netcpa.com.br e solicite os planos de assinaturas.
Voltar

Área do Assinante

Faça seu Login ou

Conheça nossos planos e assine

Usuário:

Senha:

eSocial - Análise do Manual e Reflexos nas Áreas Trabalhista, Previdenciária e de Segurança no Trabalho (Inclui comentários sobre a EFD Reinf)

Carga Horária: 8 horas
Data: 19 de junho de 2018, 3ª feira, das 08h30 às 17h45.
Local: Centro de Treinamento CPA
Investimento
Assinantes: R$ 559.00
Não Assinante: R$ 699.00
Boleto Bancário ou Cartão de Crédito
.: Saiba mais sobre este e outros cursos aqui :.
.: Ficha de Inscrição :.
NetCPA Todos os direitos reservados.
Página Inicial | Empresa | Notícias | Cursos | Planos de Assinatura | Fale Conosco
Fone/Fax: 15 | 3219.4822
Rua Isaac Pacheco, 138
Além Ponte | Sorocaba/SP
CEP 18020-070
Mapa - Localização